(Multimídia) Embaixador chinês pede aos EUA que criem condições necessárias para implementar acordo comercial da primeira fase

2021-09-14 19:03:25丨portuguese.xinhuanet.com

Um caminhão transporta contêineres em um terminal de contêineres em Lianyungang, Província de Jiangsu, leste da China, em 13 de julho de 2021. (Xinhua/Wang Chun)

Washington, 13 set (Xinhua) -- O embaixador chinês nos Estados Unidos, Qin Gang, pediu nesta segunda-feira a Washington que crie condições necessárias para a implementação do acordo comercial da primeira fase China-EUA.

"Como uma demonstração de sinceridade, a China vem implementando fielmente o acordo apesar da pandemia", disse Qin durante uma reunião virtual com membros da diretoria do Conselho Empresarial EUA-China (USCBC, na sigla em inglês).

A China "tem feito progressos positivos" no aumento da proteção de DPI (direitos de propriedade intelectual) e na ampliação do acesso ao mercado para produtos agrícolas e setor financeiro, disse ele.

No entanto, desde que o acordo entrou em vigor, os Estados Unidos "continuaram a impor sanções e restrições" à China, incluindo colocar mais de 900 entidades chinesas em várias listas de restrições, observou Qin.

"Isto afetou diretamente a capacidade e a intenção das empresas chinesas de fazerem compras com EUA e teve um impacto negativo na implementação do acordo", disse ele.

As observações de Qin vieram depois que a mídia dos EUA informou recentemente que o governo dos EUA está considerando lançar a chamada investigação da Seção 301 sobre subsídios chineses, em uma tentativa de pressionar a China nas questões comerciais.

"Espera-se que as condições e a atmosfera necessárias possam ser criadas para a implementação do acordo da primeira fase e as trocas econômicas e comerciais bilaterais, em vez de piorar as coisas", acrescentou.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001310187426