(Multimídia) Dois medicamentos chineses anti-COVID-19 entram em fase de teste humano

2021-11-24 18:33:23丨portuguese.xinhuanet.com

Uma trabalhadora médica trabalha em um laboratório de teste "Falcon" para teste de ácido nucleico COVID-19 em Dalian, Província de Liaoning no nordeste da China, 15 de novembro de 2021. (Xinhua/Yao Jianfeng)

Shanghai, 24 nov (Xinhua) -- Iniciaram testes em humanos no exterior dois medicamentos chineses anti-COVID-19, desenvolvidos principalmente pelo Instituto de Material Médico de Shanghai sob a Academia Chinesa de Ciências (CAS).

O candidato VV116 é um medicamento oral anti-COVID-19 que tem rendido resultados promissores em modelos animais. Ele mostrou atividade inibidora significativa contra a cepa original COVID-19 e a versão variante, como a variante Delta, testes in vitro, disse o instituto nesta quarta-feira.

"O VV116 foi aprovado pela primeira vez para testes clínicos no Uzbequistão", disse Shen Jingshan, pesquisador do instituto, acrescentando que testes em humanos também estão em andamento na China.

O outro candidato se chama FB2001. É um novo composto projetado e sintetizado com base no protease principal do coronavírus, uma enzima chave que desempenha um papel fundamental na replicação do vírus.

Pesquisas pré-clínicas também mostraram que o composto exibiu atividade inibitória potente contra o vírus na cultura celular, disse o pesquisador principal Liu Hong.

Pesquisadores realizaram testes de fase 1 nos Estados Unidos em março, depois que resultados de pesquisas pré-clínicas foram publicados na revista Science em junho de 2020.

A droga foi desenvolvida conjuntamente pelo Instituto de Shanghai, pela Universidade de Shanghai e pelo Instituto de Virologia de Wuhan sob a CAS.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001310330426