(Multimídia) Imprensa anglo-americana aplica duplo padrão aos jornalistas chineses, diz jornal SCMP

2021-11-25 13:05:17丨portuguese.xinhuanet.com

Jornalistas pedem para fazer perguntas durante uma entrevista coletiva organizada pelo Departamento de Comunicação do Conselho de Estado sobre os dados do sétimo censo demográfico nacional, em Beijing, capital da China, em 11 de maio de 2021. (Xinhua/Cai Yang)

Hong Kong, 25 nov (Xinhua) -- A mídia anglo-americana dominante aplicou padrão duplo ou regras tácitas de reportagem sobre jornalistas e acadêmicos chineses, de acordo com um recente editorial do jornal South China Morning Post (SCMP).

Para eles, jornalistas ocidentais buscam a verdade, e jornalistas e acadêmicos chineses investigados, detidos, expulsos, com visto negado ou assediados por seus países anfitriões ocidentais não merecem uma defesa da imprensa livre, diz o artigo.

O texto lista uma série de incidentes de censura estatal ocidental e expulsão de jornalistas e acadêmicos chineses para revelar a hipocrisia da chamada imprensa livre, incluindo a demanda do Departamento de Justiça dos EUA a cinco subsidiárias norte-americanas do jornal Sing Tao, o mais antigo da língua chinesa em Hong Kong, para se registrarem como agentes estrangeiros.

"Estranhamente ... raramente se ouve falar disso", aponta o jornal, observando que a mídia ocidental descreve os jornalistas chineses como espiões ou criminosos simplesmente por serem chineses.

Ironicamente, quando um repórter do The Economist teve negada a renovação do visto em Hong Kong recentemente, a mídia ocidental voltou a aproveitar a ocasião e garantiu que todos soubessem disso, destaca o artigo.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001310332013