(Multimídia) IPC da China sobe 1,5% em dezembro

2022-01-12 13:33:16丨portuguese.xinhuanet.com

Uma residente compra vegetais em um mercado na cidade de Dongxing, Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi, no sul da China, em 27 de dezembro de 2021. (Cao Yiming/Xinhua)

Beijing, 12 jan (Xinhua) -- O índice de preços ao consumidor (IPC) da China, principal indicador da inflação, subiu 1,5% ano a ano em dezembro ante 2,3% em novembro, segundo dados do Departamento Nacional de Estatísticas (DNE) divulgados nesta quarta-feira.

O IPC em 2021 subiu 0,9%, bem abaixo da meta anual do país de aproximadamente 3%. Os preços ao consumidor aumentaram 2,5% e 2,9% em 2020 e 2019, respectivamente.

Especificamente, os preços de alimentos caíram 1,2% em dezembro em relação ao ano anterior, revertendo o aumento de 1,6% em novembro. O preço da carne suína, uma carne básica na China, caiu 36,7%, quatro pontos percentuais a mais do que em novembro, enquanto os de outros produtos agrícolas, de vegetais a peixes e ovos registraram aumentos menores.

Os preços não-alimentares cresceram 2,1% em termos anuais, ante 2,5% em novembro.

O IPC chave, que exclui os preços de alimentos e energia, subiu 1,2% ano a ano, igual a novembro.

Os dados de quarta-feira também mostraram que o índice de preços ao produtor do país, que mede os custos dos produtos na porta da fábrica, subiu 10,3% ano a ano em dezembro.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001310420552