(Multimídia) Chanceleres chinês e português reúnem-se paralelamente à sessão da Assembleia Geral da ONU-Xinhua

(Multimídia) Chanceleres chinês e português reúnem-se paralelamente à sessão da Assembleia Geral da ONU

2022-09-22 19:04:16丨portuguese.xinhuanet.com

Conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi (D), se reuniu com o ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, à margem da 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, Estados Unidos, em 21 de setembro de 2022. (Liao Pan/Xinhua)

   Nova York, 21 set (Xinhua) -- O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, se reuniu com seu homólogo português, João Gomes Cravinho, nesta quarta-feira à margem da 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU.

   Observando que o povo chinês tem sentimentos amigáveis em relação ao povo português, Wang disse que o relacionamento China-Portugal resistiu ao teste das mudanças no cenário internacional e alcançou um desenvolvimento sólido com base no entendimento e confiança mútua.

   Os dois países têm avançado na cooperação prática enquanto superam o impacto da pandemia da COVID-19, avaliou Wang, acrescentando que as exportações de produtos agrícolas e alimentares portugueses para a China estão crescendo rapidamente e que a cooperação entre grandes empresas de ambos os lados e a cooperação tripartida apresentam bons progressos.

   Tanto a China como Portugal estão comprometidos em praticar o verdadeiro multilateralismo, afirmou.

   Perante a turbulência e as transformações da situação internacional, a China está disposta a trabalhar com Portugal para defender conjuntamente o papel central da ONU nos assuntos internacionais e promover a causa da paz, desenvolvimento e progresso humanos, assinalou.

   Wang exaltou que Portugal, como um importante membro da União Europeia (UE), tem desempenhado um papel positivo e construtivo nos intercâmbios China-UE.

   A China espera o entendimento, valorização e aprendizagem mútuos e coexistência pacífica com os países europeus, incluindo Portugal, bem como o respeito pelo caminho de desenvolvimento de cada um escolhido com base no respectivo legado histórico e cultural.

   Ele também expressou o desejo de que o lado da UE adote uma atitude objetiva, racional e imparcial e mantenha o caminho principal da cooperação com a China, de modo a produzir resultados vantajosos para todos.

   Por seu lado, Cravinho salientou que as trocas amistosas entre Portugal e a China duram séculos e a cooperação prática bilateral em vários campos se desenvolveu rapidamente.

   As empresas portuguesas têm um forte interesse em investir na China, acrescentou.

   O país asiático desempenha um papel crítico na abordagem de desafios comuns, como salvaguardar a paz e a segurança e combater as mudanças climáticas, continuou.

   O lado português aprecia o papel positivo da China nos assuntos internacionais e está pronto para manter intercâmbios de alto nível e promover diálogos estratégicos com o lado chinês, garantiu Cravinho.

   Portugal concorda com a diversidade de civilizações, apelando ao reforço do entendimento mútuo através de um diálogo aberto e franco para criar um ambiente favorável à cooperação Portugal-China e UE-China, acrescentou.

   Os dois lados elogiaram a passagem tranquila de Macau através de negociações amigáveis entre os países, o que criou um destaque de cooperação e se comprometeram a aumentar conjuntamente o apoio à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

   Avaliando a prática de "um país, dois sistemas" em Macau como efetiva, Cravinho espera que a região continue a funcionar como uma ponte para facilitar a cooperação Portugal-China.

   Os dois lados também trocaram opiniões sobre a questão da Ucrânia. Wang esclareceu a posição básica da China de promover negociações de paz e o papel construtivo que desempenhou.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com