Universitários do Camboja se interessam por Medicina Tradicional Chinesa-Xinhua

Universitários do Camboja se interessam por Medicina Tradicional Chinesa

2022-09-23 11:16:04丨portuguese.xinhuanet.com

Especialista em Medicina Tradicional Chinesa (MTC) realiza acupuntura em um paciente em Phnom Penh, Camboja, no dia 31 de maio de 2022. (Li Xiaohong/Divulgação via Xinhua)

Phnom Penh, 22 set (Xinhua) -- A estudante cambojana de dezenove anos, Bou Sokcheat, prestava atenção enquanto uma equipe de especialistas em medicina tradicional chinesa (MTC) dava uma palestra sobre os benefícios e a eficácia da MTC para quase 200 estudantes da Asia Euro University (AEU).

Para Sokcheat, esta rara palestra proporcionou aos participantes uma boa oportunidade de aprender sobre a importância da MTC na cura de várias doenças.

"Ganhei uma visão valiosa da MTC, que tem sido usada por centenas de anos na China para diagnosticar, tratar e prevenir doenças", disse ela à Xinhua após a palestra.

Sokcheat, que é estudante do primeiro ano do curso de Letras Chinesa do Departamento Chinês da AEU, um dos centros de ensino do Instituto Confúcio da Academia Real do Camboja, disse que a palestra também encorajou as pessoas a participarem dos esforços para cuidado próprio, com foco em dieta, exercício e tratamento.

"Acredito que usar a MTC é ótimo porque pode reduzir o uso da medicina moderna", disse ela.

Chhang Meng Chhay, novato de 18 anos da AEU, disse que a MTC, que inclui terapias como massagem gua sha, acupuntura e ventosaterapia, é muito útil no tratamento de doenças.

"A apresentação me proporcionou novas experiências e conhecimentos", disse ele à Xinhua. "Para mim, a MTC é ótima para tratar doenças, reduzir o uso da medicina moderna e tem alta eficácia".

Através da palestra, Chhay disse que aprendeu que existem muitas técnicas de MTC, que podem ser usadas para curar vários tipos de doenças.

"Acho que a MTC é realmente útil para ajudar as pessoas a manter a saúde, curar doenças e viver uma vida longa", disse ele.

A palestra, realizada por especialistas em MTC no Hospital Amizade Camboja-China Preah Kossamak em Phnom Penh, fez parte de várias atividades para marcar o Dia do Instituto Confúcio.

Especialista em Medicina Tradicional Chinesa (MTC) realiza acupuntura em um paciente em Phnom Penh, Camboja, no dia 17 de junho de 2022. (Li Xiaohong/Divulgação via Xinhua)

Fan Maorong, uma das especialistas em MTC que deu a palestra, disse que veio do Departamento Respiratório do Hospital Xiyuan da Academia Chinesa de Ciências Médicas da China, em Beijing.

Ela disse que a palestra focou no uso da MTC para prevenir e tratar doenças do sistema respiratório, e na apresentação do Baduanjin Qigong.

"Baduanjin (literalmente significa "oito passos para uma vida saudável") é uma espécie de exercício em MTC", disse Fan à Xinhua. "Geralmente, podemos usá-lo para fortalecer nosso corpo".

Ela disse que sua equipe está no Camboja há cerca de meio ano e as doenças que ela vê todos os dias no Camboja incluem tosse crônica, asma brônquica, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença pulmonar intersticial e insônia, entre outras.

"A MTC é boa para prevenir e tratar essas doenças, incluindo sequelas", disse ela. "A MTC oferece muitas vantagens e pode ajudar a melhorar a qualidade de vida".

Fan disse que usar a MTC e medicamentos ocidentais para tratar doenças será ainda mais eficaz.

Sam Sophy, reitor da Faculdade de Artes, Humanidades e Línguas Estrangeiras da AEU, disse que a palestra forneceu o lado cultural único da MTC aos alunos e despertou seu interesse neste campo.

"A MTC é bem conhecida e está ganhando popularidade rapidamente em todo o mundo por sua eficácia na cura de doenças", disse ele. "A palestra é fundamental para que os alunos entendam a importância das técnicas".

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com