Chanceleres chinês e ucraniano se reúnem à margem da Assembleia Geral da ONU-Xinhua

Chanceleres chinês e ucraniano se reúnem à margem da Assembleia Geral da ONU

2022-09-23 19:10:00丨portuguese.xinhuanet.com

Nova York, 22 set (Xinhua) -- O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, se reuniu nesta quinta-feira com o ministro das Relações Exteriores ucraniano, Dmytro Kuleba, à margem da 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU.

O presidente chinês, Xi Jinping, destacou que a soberania e a integridade territorial de todos os países devem ser respeitadas, os propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas devem ser plenamente observados, as preocupações legítimas de segurança de todos os países devem ser levadas a sério e todos os esforços que são propícios para a solução pacífica da crise devem ser apoiados, disse Wang.

Esta é a expressão da China de maior autoridade sobre a questão da Ucrânia, sendo também o princípio fundamental do país para considerar e gerenciar esta questão, explicou Wang, acrescentando que, como um grande país responsável e membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, a China sempre se comprometeu em promover negociações de paz, nunca ficou de braços cruzados, nunca botou lenha na fogueira e nunca se aproveitou da situação para interesses próprios.

A China sempre está do lado da paz e continuará a desempenhar um papel construtivo, enfatizou ele.

Wang agradeceu ao governo e ao povo ucraniano por sua ajuda e cuidado durante a evacuação do pessoal chinês da Ucrânia, especialmente estudantes, o que demonstrou os sentimentos amigáveis entre os povos dos dois países.

Lembrando que este ano marca o 30º aniversário das relações diplomáticas entre a China e a Ucrânia, Wang expressou que seu país está disposto a aproveitar esta oportunidade para planejar o desenvolvimento dos laços bilaterais na próxima etapa, levar adiante a amizade tradicional e beneficiar melhor os povos dos dois lados.

Por sua vez, Kuleba disse que a Ucrânia atribui importância ao status internacional e à influência importante da China e espera que o país asiático tenha um papel importante para aliviar a crise atual, acrescentando que a Ucrânia está disposta a conduzir o diálogo e as negociações em consonância com os interesses nacionais.

A Ucrânia sempre seguiu a política de Uma Só China, apoiou a nação na salvaguarda de sua soberania e integridade territorial e espera fortalecer o intercâmbio e a cooperação com o país asiático em vários campos, destacou ele. Fim

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com