(Multimídia) China vai lançar mais de 200 naves espaciais em 2023-Xinhua

(Multimídia) China vai lançar mais de 200 naves espaciais em 2023

2023-01-19 11:42:17丨portuguese.xinhuanet.com

Espaçonave tripulada Shenzhou-15, no topo do foguete transportador Longa Marcha-2F Y15, decola do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, no noroeste da China, em 29 de novembro de 2022. (Xinhua/Lian Zhen)

   Beijing, 18 jan (Xinhua) -- A China Aerospace Science and Technology Corporation (CASC, em inglês) planeja lançar mais de 200 naves espaciais com mais de 60 missões espaciais em 2023, de acordo com um relatório da empresa divulgado nesta quarta-feira.

   O texto revelou os planos para as atividades de ciência e tecnologia espaciais do país em 2023. O cargueiro Tianzhou-6 e as missões de voo Shenzhou-16 e Shenzhou-17 serão lançados neste ano para melhorar a capacidade nacional de entrar, utilizar e explorar o espaço.

   O Sistema de Satélites de Navegação BeiDou-3 testemunhará lançamentos de três satélites de reserva, de acordo com a CASC. A entidade acrescentou que a construção de um sistema de satélites comerciais de sensoriamento remoto de nova geração será acelerada este ano.

   A corporação também se comprometeu a divulgar informações sobre as capacidades excedentes de transporte de foguetes e oferecer oportunidades de lançamento aos usuários comerciais.

   Em 2023, a CASC impulsionará de forma abrangente o quarto estágio da exploração lunar e da exploração planetária, além de desenvolver a sonda lunar Chang'e-7, a sonda marciana Tianwen-2, bem como o satélite geoestacionário para detecção de microondas.

   O foguete Longa Marcha-6C vai realizar o seu primeiro voo em 2023, enquanto a série de foguete Longa Marcha deverá fazer mais de 500 lançamentos no total, indicou o relatório da CASC.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com