Rei holandês anuncia medidas "sem precedentes" para enfrentar crise no custo de vida-Xinhua

Rei holandês anuncia medidas "sem precedentes" para enfrentar crise no custo de vida

2022-09-22 13:31:18丨portuguese.xinhuanet.com

A princesa holandesa Amalia, o rei Willem-Alexander, a rainha Maxima, o príncipe Constantijn e a princesa Laurentien (da esquerda para a direita) acenam para pessoas na varanda do Palácio Noordeinde em Haia, Países Baixos, no Dia do Príncipe, no dia 20 de setembro de 2022. A terceira terça-feira de setembro é o Dia do Príncipe nos Países Baixos. Marca a abertura da temporada parlamentar holandesa, e neste dia o monarca reinante descreve os planos do governo para o próximo ano. (Foto por Sylvia Lederer/Xinhua)

Haia, 20 set (Xinhua) -- O rei Willem-Alexander dos Países Baixos abriu o novo ano parlamentar na terça-feira. Dirigindo-se à sessão conjunta dos Estados Gerais do país (senado e câmara dos deputados) do trono, ele reconheceu que o país vive atualmente "um momento de contradições e incertezas".

A terceira terça-feira de setembro é o Dia do Príncipe nos Países Baixos. Marca a abertura da temporada parlamentar holandesa, e neste dia o monarca reinante descreve os planos do governo para o próximo ano.

Após um hiato de dois anos causado pela pandemia de COVID-19, as comemorações deste ano foram novamente abertas ao público. A multidão incluía admiradores, mas também manifestantes, que foram vistos segurando a bandeira holandesa de cabeça para baixo.

"Vivemos em uma época de contradições e incertezas", disse o rei Willem-Alexander. "É contraditório que os meios de subsistência estejam sob pressão e a pobreza esteja aumentando em um período de crescimento econômico e baixo desemprego".

Ele disse que o governo, diante da necessidade de restabelecer o poder de compra atingido pela crise energética, planeja um pacote de medidas "sem precedentes" no valor de mais de 18 bilhões de euros (18 bilhões de dólares americanos) e voltado principalmente para famílias de baixa e média renda. "Mesmo com um pacote dessa magnitude, nem todos podem ser totalmente compensados ​​por todos os aumentos de preços", disse ele.

Algumas das medidas destinam-se a curto prazo e o governo pretende implementar um teto de preços de energia para permitir que as pessoas continuem pagando suas contas de energia, disse ele.

Adiantou que a redução do imposto sobre os combustíveis e o subsídio de energia vai continuar em 2023, e o subsídio de saúde e o subsídio de base estudantil vão aumentar no próximo ano.

"Essas medidas serão financiadas em parte por uma contribuição extra temporária das empresas de petróleo e gás", disse ele.

O rei pediu "unidade e resiliência" em um momento em que "as pessoas estão perdendo a fé no poder de resolução da política e do governo".

A princesa Amália, filha do rei Willem-Alexander e destinada a ser a próxima rainha, que completou 18 anos de idade no ano passado, participou pela primeira vez dos eventos do Dia do Príncipe.

Ela se juntou a seus pais no Glass Coach para o passeio do Palácio de Noordeinde ao Teatro Real, onde o rei leu seu discurso.

Foi um ano agitado para os holandeses, com agricultores realizando repetidas manifestações contra a política de nitrogênio do governo, e os manifestantes também estiveram presentes na terça-feira, segurando bandeiras invertidas, que se tornou seu símbolo.

A carruagem real foi recebida com uma mistura alta de aplausos e vaias ao longo do caminho.

"A incerteza das pessoas sobre o amanhã e o futuro mais distante está crescendo", disse o rei, reconhecendo as preocupações do público com o declínio do poder de compra e a crise imobiliária.

"Mas também sobre as grandes mudanças que estão chegando em áreas como mercado de trabalho, clima, energia e nitrogênio", disse ele. "Todos esses assuntos determinarão a maneira como nós e nossos filhos viveremos, trabalharemos, negociaremos e viveremos juntos".

O rei citou exemplos passados ​​de maneiras de superar a crise. Ele se referiu às palavras de sua avó, a ex-rainha Juliana, em sua posse em 1948.

"Nesses anos de incerteza, nossos pais e avós mostraram unidade e resiliência", disse ele. "Hoje, embora em circunstâncias muito diferentes, o mesmo está sendo pedido de nós".

O rei holandês Willem-Alexander e a princesa Amalia acenam para as pessoas no Glass Coach em Haia, nos Países Baixos, no Dia do Príncipe, em 20 de setembro de 2022. A terceira terça-feira de setembro é o Dia do Príncipe nos Países Baixos. Marca a abertura da temporada parlamentar holandesa, e neste dia o monarca reinante descreve os planos do governo para o próximo ano. (Foto por Sylvia Lederer/Xinhua)

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com